PRÓXIMAS INICIATIVAS

07 de Abril, 3ª feira, pelas 18:30h
Lançamento de livro

O Grémio Literário, em colaboração com o Consócio Dr. Lúcio Rapaz, promove o lançamento da obra intitulada “A Gestão de 500.000.000€ – o Caso dos Jogos Sociais”, da sua autoria.

O livro conta com Prefácio do Antigo Provedor da SCML, Sr Padre Vitor Melicias e com o Posfácio do Antigo Administrador da SCML Sr Eng Manuel B. Afonso.

Inclui ainda este trabalho, a entrevista ao actual Director de Jogos da SCML, Dr Paes Afonso; a entrevista ao Director de Jogos da Estoril Sol, Dr Artur Mateus e a Entrevista ao Director da Eurosondagem SA.,  Sr Professor Rui Oliveira e Costa.

Apresentação do livro será efectuada pela Dra. Ana Filipa Nunes (Jornalista TVI / Pivot TVI24).
 

9 de Abril, 5ª feira, pelas 18:30h
Ciclo de conferências sobre as relações luso-italianas 

Integrado no 5º ciclo de conferências sobre as relações luso-italianas, o Grémio Literário em colaboração com o Consócio D. Tiago Henriques (Louriçal) promove, na Biblioteca, uma sessão com a participação de Miguel Ribeiro Pedras, da FCSH-UNL, subordinada ao tema “Itália e o Arquivo da Casa de Louriçal: personagens e colecções num Arquivo de Família”. 
   
O 5º ciclo de conferências de relações luso-italianas Scrigni della memoria: Arquivos e Fundos Documentais para o Estudos das Relações Luso Italianas, organizado pela Prof. Doutora Nunziatella Alessandrini (CHAM) e pela Dra. Susana Bastos Mateus (Cátedra A. Benveniste Universidade de Lisboa e CIDEHUS/UÉ), pretende regressar à matéria-prima para o estudo das relações luso-italianas: os arquivos e os fundos documentais. Foram privilegiadas as abordagens a arquivos privados pouco conhecidos e quase inexplorados para a temática em estudo, paralelamente aos riquíssimos fundos presentes nos arquivos nacionais italianos e portugueses.

Ao longo das diversas conferências propostas serão apresentados fundos e arquivos que podem suscitar novas e inéditas abordagens sobre as relações luso-italianas, numa diacronia que se estende desde o século XV até aos inícios do século XIX.

A conferência será seguida de jantar ao preço de 30€, por pessoa.

 

17 de Abril, 6ª feira, pelas 19:00h
Sessão Comemorativa do 169º Aniversário do Grémio Literário

Na data do 169º aniversário da aprovação dos Estatutos do Grémio Literário por carta Régia de Dona Maria II, vai realizar-se uma sessão comemorativa, na Biblioteca, durante a qual serão entregues o Prémio Grémio Literário 2014 e as menções honrosas, distinções atribuídas pelo respectivo Júri (Conselho Literário).

Prémio Grémio LiterárioO Prémio é constituído por uma escultura da autoria do consócio José de Guimarães, que graciosamente a ofereceu para o efeito, e pela quantia de 1.500,00€, generosamente doada pelo consócio Dr. Abdul Hamid Bangy.

Seguir-se-á uma homenagem ao realizador de cinema, recém-falecido, Manoel de Oliveira, preenchida com imagens de filmes da sua autoria, comentadas por João Paes.
Finda a sessão será servido um jantar, ao preço de 35,00€ por pessoa.

Atendendo à solenidade do acto, solicita-se o uso de fato escuro como trajo para os homens.

 

23 de Abril, 5ª feira, pelas 20:00h
Jantar/debate – Ciclo “Portugal pós - Troika: que Moeda, que Economia, que Futuro?”

Teodora CardosoProssegue no próximo dia 23 de Abril, tendo desta vez Teodora Cardoso como oradora convidada, o presente ciclo de jantares-debate promovido pelo Clube Português de Imprensa, o Centro Nacional de Cultura e o Grémio Literário, subordinado ao tema - “Portugal pós-Troika: que Moeda, que Economia, que Futuro?”

Maria Teodora Osório Pereira Cardoso nasceu em Estremoz, mas veio para Lisboa ainda criança. Tendo feito o ensino secundário no Liceu Filipa de Vilhena e, depois do 5º ano, no Pedro Nunes, a escolha pela Economia revelou-se naturalmente, por efeito do seu gosto pela independência e pelo rigor - que no terreno desta especialidade se traduz de modo especial na disciplina da matemática, outra das suas paixões de sempre.

A conjunção destes fatores explica uma carreira sólida, em que foi por diversas vezes a primeira mulher a exercer determinadas funções, sempre chamada e escolhida como a melhor solução indicada para os problemas que se apresentavam. O facto de ter investido no domínio da língua inglesa, frequentando o Instituto Britânico quando era ainda estudante no ISCEF, abriu-lhe um mundo novo na área da Literatura, mas as consequências profissionais vieram mais tarde, como contou numa entrevista ao Jornal de Negócios: depois do 25 de Abril, o facto de se ter tornado bilingue foi utilíssimo nas negociações internacionais, além de lhe ter dado um acesso profissional muito seguro a toda a mais recente literatura especializada no seu ramo. Como disse então: “Uma pessoa tem que fazer as suas escolhas. Eu sempre tive jeito para estudar, gostava de estudar.”

Logo depois da sua licenciatura em Economia, pelo então Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras, teve o primeiro trabalho num centro de investigação da Fundação Calouste Gulbenkian, sobre a aplicação dos métodos quantitativos em Economia.

Entre 1970 e 1973 participou na elaboração e acompanhamento dos Planos de Fomento no Ministério das Obras Públicas, mantendo uma atividade docente no Instituto Superior de Economia, como Assistente de Teoria Económica, Estatística e Investigação Operacional.

A partir de Março de 1973 inicia uma carreira sempre ascendente no Banco de Portugal, cuja descrição não caberia no espaço desta apresentação. Sublinhe-se a sua qualidade de economista do Departamento de Estatística e Estudos Económicos, onde assumiu funções de Coordenadora do Núcleo de Economia Monetária entre 1978 e 1983 e de Diretora do Departamento entre 1985 e 1990 além de Consultora da Administração entre 1984 e 1985, anos em que também chefiou o Grupo Técnico de Negociação dos acordos de estabilização com o Fundo Monetário Internacional.

Entre 1990 e 1992 representou o Banco de Portugal (na especialidade de Política Monetária) no Comité de Governadores da Comunidade Europeia, bem como na Conferência de representantes dos Ministros das Finanças encarregada de redigir a Proposta de Tratado da União Europeia (o Tratado de Maastricht). Entre Junho de 2008 e Fevereiro de 2012 foi membro do Conselho de Administração do Banco de Portugal. Presidiu também ao Conselho Diretivo da FLAD e é desde Fevereiro de 2012, Presidente do Conselho Superior do Conselho das Finanças Publicas.

À questão, que certamente lhe terá sido posta muitas vezes, sobre a disponibilidade para um cargo político elevado, Teodora Cardoso tem respondido sempre que não, invocando decididamente, acima dos constrangimentos do compromisso partidário, a sua lealdade primeira à independência pessoal e profissional.


É esta personalidade que aceitou estar connosco no próximo jantar-debate promovido pelo Clube Português de Imprensa, em parceria com o Centro Nacional de Cultura e o Grémio Literário, no dia 23 de Abril, sob o tema deste ciclo - “Portugal pós-Troika: que Moeda, que Economia, que Futuro?”

O preço do jantar é de 30€ por pessoa.

 

29 de Abril, 4ª feira, pelas 19:00h
Ciclo Literário

Diálogo entre o autor e o críticoIntegrado no Ciclo de Literatura Portuguesa, organizado pelo Consócio Dr. António Aires Gonçalves, iniciado com Sophia de Mello Breyner, e que contou com as participações de David Mourão-Ferreira, Vasco Graça Moura, José Saramago, Urbano Tavares Rodrigues, Agustina Bessa Luís, A. Lobo Antunes, Mário Cláudio, Gonçalo T. Tavares, entre outros, vai realizar-se, na Biblioteca, uma sessão dedicada ao escritor José-Augusto França a propósito da publicação do seu novo livro “Diálogo entre o Autor e o Crítico”, prefaciado por Helder
Macedo, em que se revisita a sua obra de ficção com quinze títulos publicados.

O autor será apresentado pelo romancista e Professor Ernesto Rodrigues, com a colaboração da Editorial Presença, editora da maior parte dos romances do autor e desta última obra.
 
A conferência será seguida de jantar ao preço de 30€, por pessoa.

 

06 de Maio, 4ª feira, às 18:30h
Conferência “Eça de Queirós e a Abertura do Canal do Suez”

Conferência Eça de QueirósO Grémio Literário promove uma palestra subordinada ao tema “Eça de Queirós e a Abertura do Canal do Suez”, sendo oradora a Consócia Professora Doutora Teresa Pinto Coelho, Professora Catedrática da Universidade Nova de Lisboa, membro do Conselho Científico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e investigadora integrada do Instituto de História Contemporânea (IHC).

É autora de vários livros e artigos em Portugal e no estrangeiro, sobretudo, sobre relações políticas e culturais luso-britânicas, literatura inglesa da Era Vitoriana, literatura de viagens, Eça de Queirós, Jaime Batalha Reis e a Inglaterra e também sobre literatura pós-colonial de expressão inglesa.

 

Subordinada ao tema “Eça de Queirós e a Abertura do Canal do Suez”, a palestra que vai apresentar, estuda a viagem que o jovem Eça de Queirós fez ao Egipto em 1869 para assistir às festividades da abertura do Canal. Em Janeiro de 1870 Eça publicou no Diário de Notícias quatro artigos sobre as cerimónias de abertura do Canal.
Os seus apontamentos de viagem, foram publicados em 1826 pelo seu filho José Maria num volume intitulado O Egipto. Notas de Viagem.

Coloridos, vibrantes, pictóricos os apontamentos queirosianos inserem-se, como se verá, numa tradição de livros de viagem dedicados ao Oriente, encontram eco na pintura orientalista da época (da qual serão mostrados exemplos) e têm ainda por pano de fundo imagens da Bíblia e das Mil e Uma Noites.

A conferência será seguida de jantar ao preço de 30€, por pessoa.

VIAGENS

Viagem EscóciaAs viagens promovidas em anos anteriores pelo Grémio Literário e organizadas em colaboração com o consócio Dr. Rui Nobre, têm-se revestido de inequívoco interesse cultural.

Seguindo a mesma linha de orientação, o Grémio Literário relembra que:

De 21 a 27 de Junho, realizar-se-á a viagem “A Escócia de William Wallace e os Stuarts”, também com o acompanhamento do Professor Dr. João Paulo Oliveira e Costa.
Nesta viagem visitar-se–ão, entre outros locais, Hexham, Edimburgo, Stirling, Glasgow e Inverness.

As inscrições estão abertas junto dos serviços da Agência de Viagens Cosmos - Viagens e Turismo, SA.

Para mais informações:
Rui Nobre | Travel Consultant | M: +351 912 177 352/ 918 954 031 | Rui.nobre@cosmos-viagens.pt